O QUE É O TAROT TERAPÊUTICO?

 

Neste artigo vou tentar deixar o mais claro possível o que é esta visão do Tarot que criei e desenvolvi a partir de 1987, quando depois de 7 anos usando o Tarot de uma maneira divinatória percebi que fazer previsões não ajudava meus consultantes no seu crescimento pessoal.

Se chama Tarot Terapêutico porque, embora não cure, pois é a pessoa que se cura, ajuda a curar. E quando falo em cura não só me refiro a sair do sofrimento físico ou emocional, mas a identificar, entender e desativar os medos, crenças e outros bloqueios que impedem a realização integral do indivíduo até tornar-se um ser completo, ou seja, até chegar a ser plenamente ele mesmo, pois é para isso que estamos aqui. 

No início, senti a tentação de chamar esta visão do Tarot que acabava de elaborar de Tarot Psicoterapêutico, pois terapêutico faria também referência à parte corporal.

No entanto a maioria das enfermidades provêm da desconexão com a essência. Quando isso acontece vem a tona uma serie de consequências:

-          O sistema imunológico se deprime pois é ele quem tem a noção de Eu no corpo.

-          Optamos por atividades que pouco ou nada tem a ver conosco e que portanto geram desgaste de energia, tensões corporais e estres.

-          Como ademais não sentimos prazer com essas atividades buscamos freneticamente compensações que degradam o corpo, a alma e o bolso.

-          O corpo pode querer sair da tortura dessas atividades enfermando-se.

-          Nos tornemos carentes e muito mais vulneráveis a impactos emocionais.

Assim que finalmente deixei o nome de Tarot Terapêutico. Também porque as cartas de Ouros ou Discos referindo-se ao mundo material nos falam do corpo físico.

Essa desconexão com nossa essência procede da programação infantil onde a família nos obrigou a adequarmos a uma serie de padrões de conduta se queríamos ser aceitos. E a criança   sabe instintivamente que se quiser sobreviver tem que garantir que seus pais a cuidem, a alimentem, a aceitem e a protejam e assim vai se adaptando ao que lhe é exigido.  Também uma serie de atitudes e talentos são condenados e reprimidos. Ainda a família junto com os meios de comunicação, as religiões em segundo lugar e a escola em terceiro lugar embutiram na cabeça da criança uma serie de crenças e princípios que distorcem a percepção da realidade e isso dificulta que nos aceitemos plenamente.

Assim por mais que nossa essência seja luminosa, está coberta por tantas capas de sombra que até que não as trabalhemos de nada vai servir recitar mantras, nadar com golfinhos, abraçar árvores, saber que somos caminhantes celestes ou decretar que somos seres amorosos e divinos, pois sistemática e inconscientemente somos manipulados por nossa sombra. Temos que pegar o touro pelos chifres, desativar o que foi inoculado, encarar os medos de aceitar e assumir a nossa sombra, entendê-la e resgatar os talentos e aspectos nossos que foram reprimidos.

Por isso o Tarot Terapêutico trabalha nas leituras com a luz e com a sombra da pessoa.

Então podemos definir o Tarot Terapêutico como um instrumento que (na luz) ajuda à pessoa   a reconectar-se com seu verdadeiro ser dando voz a sua essência e (na sombra) identifica e dá orientações específicas para desativar os padrões de comportamento, medos e outros bloqueios que dificultam a plena realização do indivíduo e o mantêm em um círculo vicioso de ação e reação que sempre o levam à frustração e ao sofrimento.

Voltar